Huambo Human Resources Department
12-06-16 0 Hits

Huambo - O director provincial em exercício da Saúde no Huambo, Almeida Chitungo, defendeu, quarta-feira, na capital da província, o reforço dos programas de sensibilização das comunidades para o combate contra o VIH/SIDA, pois a educação para prevenção precisa de uma resposta inclusiva de todos actores sociais.

Ao falar na 1ª edição da gala da AJUSIDA, que marcou a entrega de diplomas de mérito a 185 activistas comunitários de luta contra SIDA recém-formados na província do Huambo, frisou que a juventude, as grávidas e crianças constituem os grupos mais vulneráveis, devendo, por isso, merecer uma atenção especial, no sentido de se estimular a sua qualidade de vida.

O responsável faz saber que em 2015 registou-se na província mil e 909 casos de VIH/Sida, sendo mil e 447 casos diagnosticados em mulheres e 462 em homens, o que coloca a província com uma taxa de sero prevalência a nível nacional na ordem dos 3,4 porcento.

Explicou que em comparação com 2014, houve um ligeiro aumento, pois naquele ano verificou-se mil e 864 casos de VIH/SIDA, dos quais mil e 326 são do sexo feminino e 538 masculino.

Almeida Chitungo referiu que, preocupado em reduzir estes números, o governo angolano estabeleceu parceiras com organizações não governamental, tal como a AJUSIDA que brindou a província com 185 jovens activistas comunitários, que vão reforçar o trabalho de sensibilização.

Por isso, encorajou a AJUSIDA a seguir com essa dinâmica para que a população estudantil esteja cada vez mais informada e possa transmitir o apreendido para mais pessoas nas comunidades, de modo que os homens ganhem consciência sobre a necessidade de conhecerem o seu estado serológico através de um teste rápido.

>http://www.angop.ao


Send Message


Ação

Pub